pt-br
Cloudbeds

Cloudbeds – Blog – Tudo sobre Hotelaria

Receita Adicional com Itens de Conveniência

Subscribe for More Content
Posted by Marco Fonseca
janeiro 31, 2018

O Sr. X estava com sua esposa e filho viajando pela estrada em um local distante. Parou em um posto de gasolina para reabastecer e viu que ali havia um borracheiro com pneus em promoção. Um pneu da mesma marca e modelo do seu carro estava por R$ 120,00. Por via das dúvidas, pediu um cartão do posto, fizeram um lanche e seguiram viagem.

À noite, ainda em viagem, um dos pneus estourou. O Sr. X já estava pronto para trocá-lo, quando se lembrou que não tinha estepe. Que sorte ele ter guardado aquele cartão. Na hora, ligou para o posto e chamou o borracheiro…

Qual foi a surpresa do Sr. X ao saber o preço do pneu: R$ 450,00! Sem contar a mão de obra! Questionou a diferença do preço, mas a resposta foi direta e clara: “Você é livre para ir procurar outro borracheiro. Mas aqui, no meio do nada, no meio da noite, o meu preço é esse.”

Ok, a história é um tanto exagerada e dramática. Mas serve para ilustrar o valor que se dá para itens de conveniência, algo que vai solucionar seu problema de forma eficaz e em tempo razoável.

Em um estabelecimento hoteleiro, alguns itens de conveniência são fornecidos como cortesia (inclusos na diária), como é o caso do sabonete, xampu e condicionador nos hoteis. Em hotéis menores ou pousadas, tem sido prática comum deixar o frigobar vazio e desligado. As bebidas e outros alimentos devem ser solicitados conforme necessidade e o frigobar ligado pelo hóspede caso ele precise armazenar algo refrigerado. Não é uma solução tão prática quanto um frigobar abastecido, mas a conveniência está lá.

Em hostels, é comum que o hóspede traga seus próprios itens pessoais, como sabonete, escova de dentes, lâmina de barbear, absorvente, etc… Mas durante uma viagem, eventualmente o hóspede terá que comprar mais. E nada melhor que poder comprar itens como esses sem ter que voltar à rua. Por que fazer seu hóspede ir buscar uma farmácia ou supermercado aberto à noite após um dia cansativo de viagem? (experiência própria)

Além disso, você não precisa cobrar muito mais caro que o preço normal do item. Isso traria desconfiança. Mas o hóspede está disposto a pagar por um item de conveniência, pois há valor percebido. Então isso ajudará não só na receita, mas também na reputação do estabelecimento, pela consideração e presteza.

 

Bom para o hostel, que terá uma receita adicional com estes itens e bom para o hóspede, que se beneficiará da facilidade.

Fizemos uma lista de alguns itens de conveniência que você poderia oferecer, gratuitamente ou a um custo (seja para compra ou aluguel). Claro que o sortimento vai depender do tipo de estabelecimento hoteleiro e localidade.

  • Sabonete
  • Xampu e Condicionador
  • Kit escova e pasta de dente, Enxaguante bucal
  • Toalhas de Banho e Rosto
  • Toalha de Praia
  • Protetor Solar
  • Hidratante
  • Desodorante e Perfumes
  • Lenços
  • Fraldas
  • Medicamentos (que não necessitem receita médica)
  • Cadeira de Praia e Guarda-sol
  • Cadeado (para malas e guarda-volumes em um hostel)
  • Repelente
  • Pilhas e baterias
  • Carregadores de celular
  • Chip Pré-pago para celular
  • Fones de Ouvido
  • Fotocópias e Impressão
  • Pen Drive
  • Roupas de banho
  • Chinelos
  • Canetas e cadernos
  • Mapas e guias locais

Além, obviamente, de alimentos como lanches salgados, doces e água mineral. Alguns estabelecimentos oferecem uma garrafa de água mineral por dia como cortesia, sendo cobradas a partir da segunda unidade.

Outros itens mais específicos e que vão um pouco além mas que podem ser convenientes em casos específicos:

  • Em locais com cozinha (hostels, por exemplo), pode-se oferecer refeições congeladas, temperos, frutas, ovos, pães, pó de café, etc.
  • Itens para bebês, como carrinhos, andadores, mamadeiras, papinhas, cereais, etc.
  • Equipamentos esportivos (em estabelecimentos de lazer) como bicicletas, caiaques, bolas, raquetes, tacos, etc.

É importante estar atento à validade dos produtos, já que alguns itens podem ter pouca saída. Comece com poucas unidades de cada item e verifique diariamente a necessidade de reposição. Após algum tempo, você saberá estimar a quantidade a ser comprada e o período em que o item fica na prateleira. Por se tratar de conveniência, saiba também que não é necessária muita variedade. Não precisa ter diversos tipos de xampu diferentes, ou protetores solares de cada fator existente. A dica é ter os produtos mais comuns e aceitos por todos.

Outro ponto importante é o armazenamento. Alguns itens precisam de refrigeração, por exemplo. Outros devem ficar abrigados da luz e umidade, como os medicamentos. Dependendo do local e tráfego, pode ser necessário pensar na segurança dos itens, para evitar furtos. De qualquer maneira, é interessante ao mesmo tempo deixar à mostra para que os hóspedes saibam que estão à disposição. Uma boa opção é uma vitrine com chave em uma parede da recepção.

Boas vendas!