MARKETING HOTELEIRO

5 dicas para preparar seu estabelecimento para a tendência dos workcations

Nancy Huang

Por Nancy Huang

O trabalho remoto abriu novas oportunidades para viajantes e funcionários em todo o mundo. Pela primeira vez na história moderna, um grupo crescente de pessoas pode não apenas trabalhar em casa, mas em qualquer lugar. A tendência do teletrabalho e da sala de aula virtual começou a surgir há vários anos, mas passou por uma adoção acelerada e generalizada devido ao início da pandemia de coronavírus em 2020. Dois em cada cinco americanos (41%) agora podem trabalhar ou estudar em casa pelo menos parte do tempo, de acordo com um estudo do Airbnb. Em outra pesquisa encomendada pelo Airbnb, 35% dos entrevistados disseram que se tornará mais comum após a pandemia que as pessoas se mudem para novos lugares para que possam aproveitar o trabalho remoto.

Enquanto isso, o trabalho remoto também interrompeu nossas rotinas normais. Enquanto costumávamos sair, ir para o escritório, almoçar com colegas de trabalho e parar na mesa de um colega, muitos de nós agora estamos confinados em nossas casas. A combinação de chamadas consecutivas de Zoom, lockdowns durando meses e olhar para as mesmas paredes dia após dia amplificou nosso desejo de fugir do nosso dia de trabalho aparentemente interminável e ir a algum lugar, a qualquer lugar – de preferência com palmeiras e bebidas tropicais.

Apesar do que alguns especialistas previram bem no início da pandemia, não houve mudança de longo prazo no desejo das pessoas de viajar. Se alguma coisa mudou, nossa dependência de viagens só aumentou, como evidenciado pela ideia das “viagens de vingança”. Com cada obstáculo que surgiu, a demanda reprimida de viagens – o desejo ardente que faz com que as pessoas saiam e conheçam novos lugares – se multiplicou.

Tudo isso está levando a uma nova tendência que deve ser acompanhada por todos os anfitriões e hoteleiros: os workcations. Os workcations (de “work” = trabalho + “vacation” = férias/lazer) são viagens que se encontram nas linhas nebulosas que separam as viagens de negócios das viagens de lazer, e o fato de que mais e mais pessoas estão combinando as duas.

“As pessoas estão lutando para compensar suas férias perdidas”, disse Steve Hafner, CEO da Kayak, à Fortune. “Agora que a maioria pode trabalhar em qualquer lugar, quem não gostaria de trabalhar em uma praia no Havaí?”

Uma pesquisa da Priceline revelou que 60% dos americanos dizem que o trabalho remoto os encorajou a considerar a possibilidade conjunta de trabalho e lazer e a aceitar mais workcations. Além disso, uma pesquisa da Vrbo revelou que 67% dos viajantes que fizeram uma “flexcation” (férias flexíveis) durante a pandemia fariam isto novamente.

 

O que é uma Workcation?

Um workcation (ou workation), é quando as pessoas combinam trabalho e folga para tirar férias de trabalho curtas ou prolongadas. Essa tendência de viagens explodiu no ano passado, à medida em que as restrições de viagem aumentaram e o número de trabalhadores remotos cresceu.

No passado, eram principalmente os freelancers que podiam viver como nômades digitais e mudar seu ambiente de trabalho livremente. Mas, pelo menos por enquanto, o trabalho remoto está se tornando parte do novo normal e aqueles que têm flexibilidade e desejo de mudar de cenário podem criar um espaço de trabalho em qualquer lugar que tenha acesso ilimitado ao wi-fi.

 

Qual é a diferença entre workcation e bleisure travel?

Workcations e viagens de bleisure (business = “negócios” + “leisure” = lazer) são conceitos semelhantes, pois combinam trabalho e lazer na mesma viagem. No entanto, viagens de bleisure normalmente se relacionam a estender uma viagem de negócios tirando dias de folga para conhecer um destino, enquanto um workcation é mais como umas férias que você tira, aproveita um tempo de folga e depois estende sua estadia para continuar trabalhando remotamente por um período de tempo prolongado.

Os workcations são mais flexíveis porque os trabalhadores remotos não estão presos a um escritório. Assim eles podem ficar num determinado lugar para trabalhar e aproveitar momentos de lazer quando bem quiserem. As viagens de bleisure têm datas de início e fim, pois o trabalhador precisa voltar para casa para que possa voltar ao local do seu escritório físico.

 

O que está impulsionando a tendência dos workcations?

Antes da pandemia, as viagens de fim de semana eram umas das mais populares, mas desde então essa tendência mudou.

À medida que as pessoas reservam workcations numa nova era de viagens, elas requerem estadias mais longas. Na verdade, 68% do setor de aluguel flexível está percebendo mais demanda por estadias prolongadas, de acordo com um relatório da AltoVita. Adicionalmente, uma pesquisa GlobalData revelou que 26% dos viajantes preferem estadias de 10 ou mais noites. Além disso, de julho a setembro de 2021, uma em cada cinco noites reservadas no Airbnb foi para estadias de um mês ou mais, segundo o CEO da empresa. Praticamente metade das noites reservadas foram para estadias de uma semana ou mais.

Além da recém-descoberta flexibilidade dos viajantes, os especialistas em viagens apontam para a demanda reprimida e o desejo de fugir do estresse da pandemia como os principais fatores que impulsionam a tendência dos workcations. Nos primeiros dias da pandemia, quando ainda existiam restrições de viagem mais rígidas, houve um aumento nas reservas de estadia, com pessoas alugando casas de férias ou quartos de hotel em sua própria cidade, ou talvez numa cidade vizinha, apenas para sair de casa. Mas, à medida que mais empresas migraram para o regime de trabalho remoto, o setor de hospitalidade viu um aumento nos workcations e isto refletiu nas estadias mais longas em viagens.

 

Banner Tendências do comportamento do viajante para 2022

 

5 dicas para preparar seu estabelecimento para hóspedes de workcation

Ficou claro que os workcations continuarão sendo ótimas alternativas para reduzir o apetite das pessoas por viagens e o desejo de equilíbrio entre vida profissional e pessoal mesmo após a pandemia.

Aqui estão cinco maneiras de se preparar para a mais recente onda de demanda do setor de viagens.

 

1. Atraia viajantes que reservam estadias mais longas

As estadias mais longas tornaram-se populares o suficiente para que a Booking.com introduzisse recentemente um Programa Bom para Trabalhar para promover estabelecimentos ideais para a prática do “workcation”. O programa foi desenvolvido para ajudar propriedades do tipo residência na Booking.com a aumentar sua receita, atraindo viajantes a negócios ou viajantes que desejam trabalhar remotamente. De forma similar o Airbnb introduziu ferramentas para proporcionar mais flexibilidade aos viajantes ao fazer reservas para esses tipos de viagens.

Para aproveitar o aumento na demanda por estadias mais longas, você pode definir planos de tarifas semanais e mensais com desconto (mínimo recomendado de 10%), que devem refletir na economia com custos de saída, como o serviço de limpeza.

 

2. Ofereça os serviços necessários

Os hóspedes de workcation precisam de certos serviços. Mais importante de tudo, eles precisam de uma conexão de internet WiFi forte e confiável. Eles também precisam de mesas, cadeiras confortáveis e iluminação adequada para trabalhar num notebook. Os hóspedes em estadias longas normalmente preferem ter a opção de cozinhar, então dê destaque aos utensílios de cozinha se estiverem disponíveis, bem como áreas de lazer para famílias com crianças.

Garanta que seu site e outros materiais de marketing divulguem esses serviços com fotos de apoio. Ainda mais importante, certifique-se de entregar os serviços que você anuncia para que você possa fornecer uma experiência positiva aos hóspedes, e assim, receber avaliações positivas.

 

3. Foque na flexibilidade

Considere como você pode agregar valor para os hóspedes quando eles estiverem no seu estabelecimento. Lembre-se que muitos hóspedes têm mais flexibilidade do que você imagina. Isto significa que eles têm a flexibilidade de estender ainda mais suas estadias ou seguir para o próximo destino. Por exemplo, se você tiver outros estabelecimentos no seu portfólio, poderá deixar os hóspedes animados para viajar a um novo destino, numa viagem que inclua a estadia noutro estabelecimento de sua propriedade.

Considere maneiras de melhorar a experiência do hóspede a longo prazo fora do seu hotel. Isto pode ser tão simples quanto fornecer recomendações de restaurantes e atrações a trabalhar com fornecedores de atividades locais para oferecer pacotes turísticos especiais ou descontos em academias para seus hóspedes.

workcation trend - working on laptop by pool

4. Mantenha uma estratégia direcionada

Revise suas estratégias de marketing e preços para garantir que você está atraindo e se comunicando com os clientes certos, no momento certo, na jornada digital deles. Uma maneira de impulsionar sua estratégia de marketing é usar as redes sociais para expandir sua marca como um paraíso para pessoas que fazem viagens de workcation.

Para maximizar seu potencial de receita, crie planos de tarifas e estratégias de preços competitivos. Por exemplo, você pode criar um plano de tarifas especial “Stay Pay” para incentivar seus hóspedes a permanecerem por um período mais longo, adicionando um desconto ou noites gratuitas para uma estadia mais longa durante períodos em que você normalmente teria baixa ocupação.

Não deixe de anunciar seu estabelecimento nos canais que este segmento de hóspedes usa para a busca. Isto significa que talvez você precise ampliar o número de OTAs e parceiros de distribuição com os quais trabalha para obter mais reservas. Por exemplo, além de anunciar seu inventário no Airbnb, você pode se conectar a outros parceiros de distribuição de nicho menores, muitos dos quais cobram menos comissão.

 

5. Aproveite a tecnologia

Ao preparar seu estabelecimento para as novas e emergentes demandas dos hóspedes e para as tendências de viagem, procure automatizar fluxos de trabalho e operações sempre que puder. Isto é muito importante porque o setor de hotelaria continua enfrentando escassez de mão de obra. Agora ficou mais fácil do que nunca administrar uma propriedade remotamente, especialmente unidades de aluguel de curto prazo e casas de temporada, usando tecnologia sem contato acessível, como aplicativos de celular para entrada e check-in automático.

Procure soluções baseadas na nuvem, fáceis de usar e que incluam todas as ferramentas necessárias para administrar seus negócios de hospedagem numa plataforma integrada para que você possa se concentrar em oferecer uma experiência memorável aos seus hóspedes.

 

Quer saber como a Cloudbeds pode melhorar a sua propriedade?
Publicado em 27 abril, 2022
loading background.

Sobre Nancy Huang

Nancy Huang

Nancy Huang is the Director of Marketing Communications at Cloudbeds. She has 15 years of experience working in marketing at the intersection where hospitality and travel meets technology and e-commerce. When she’s not studying travel trends or ideating marketing campaigns, she loves traveling, dining, and swimming in really cold lakes.

INSCREVA-SE
Obtenha ideias brilhantes e práticas recomendadas diretamente na sua caixa de entrada
FREE EBOOK

e-Book de Software de Gestão Hoteleira

Seu negócio pronto para o futuro - Um guia para escolher o melhor Sistema de Gestão Hoteleira.
Obtenha o e-Book
Cloudbeds
Uma plataforma projetada para ajudar os hoteleiros a gerar receita, economizar tempo e aumentar satisfação do cliente.

Você também pode se interessar por...

BLOG

Cloudbeds adquire Whistle para resolver atritos na jornada do hóspede

BLOG

6 maneiras de medir a satisfação dos clientes (+ exemplos)

BLOG

5 maneiras fáceis de otimizar as operações da recepção

Cloudbeds
Web Beacon